segunda-feira, 4 de agosto de 2014

1503-A Era de Luz já iniciou


Preparemo-nos, pois
 

O sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos. (há uma imagem disso na Internet)

Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela dessa constelação – localizada a aproximadamente 28 graus de Touro, e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione, movimento que, semelhante ao terrestre, é conhecido como Precessão dos Equinócios. A divisão desta órbita por doze resulta em 2.160, tempo de duração de cada era “astrológica” (Era de Peixes, de Aquário, etc.).

Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que é chamado de Cinturão de Fótons. Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo que ainda é pesquisado na Terra.

Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, a descoberta do cinturão de fótons marca o início de uma expansão de consciência além da terceira dimensão. A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou esta expansão, já que antes das viagens para fora da atmosfera terrestre era impossível perceber o cinturão.

A cada dez ou doze mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil e poucos anos no anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione. A última vez que a Terra passou por ele foi durante a ”Era de Leão”, há cerca de doze mil anos. Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros dois mil e poucos anos dentro deste disco de radiação.

Todas as moléculas e átomos de nosso sistema planetário (pessoas inclusive) passam por uma transformação sob a influência dos fótons, precisando se readaptar a novos parâmetros. A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão. Talvez por isso os hinduístas chamem de “Era da Luz” os tempos que estão por vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário