domingo, 28 de setembro de 2014

1558-Helena Petrovna Blavatsky


Sucessão e testamento
 
Helena Blavatsky faleceu 1891, em Londres. Após sua morte e a de Henry Steel Olcott, a liderança da Sociedade Teosófica foi entregue à discípula favorita de Blavatsky, Annie Besant, e a William Quan Judge. Seu corpo foi cremado e um terço das cinzas ficou na Europa, um terço foi para os Estados Unidos, levado por William Quan Judge, e o outro terço encontra-se na Sede Internacional da S.T., depositadas no interior de uma estátua dela.

Em seu testamento, Blavatsky pede aos teósofos que celebrem a data de seu falecimento como o Dia do Lótus Branco. Atendendo ao seu pedido, desde 1892, os membros da Sociedade Teosófica ao redor do mundo reúnem-se nesta data para homenageá-la.

OBRAS PUBLICADAS DE SUA AUTORIA:

Ísis Sem Véu, vol. I, II, III e IV (1877)

A Doutrina Secreta, vol. I, II, III, IV, V e VI (1888)

Glossário Teosófico (editado em 1892)

A Chave para a Teosofia (1889)

Ocultismo Prático

A Voz do Silêncio (1889)

No País das Montanhas Azuis

Pelas Grutas e Selvas do Hindustão

Cinco Anos de Teosofia (artigos da revista The Theosophist)

Gemas do Oriente (pensamentos para cada dia do ano)

Transações da Loja de Londres

Narrativas Fantásticas

O Dubar em Lahore (escrito em russo sob o pseudônimo de Radha-Bai)

Cartas de Blavatsky para as Convenções da Sociedade Teosófica nos EUA

As Obras Completas de Blavatsky (editada por Trevor Barker)

Estudos em Ocultismo

Cartas de Blavatsky para A.P. Sinnet

Cartas de Blavatsky para sua Família na Rússia

Cartas de Blavatsky para William Q. Judge

Sonhos

Programa Original da Sociedade Teosófica

Nenhum comentário:

Postar um comentário