terça-feira, 9 de dezembro de 2014

1628-A Cura Espiritual e pela Fé


A Cura Espiritual

Quando os espíritos ditaram os conteúdos d’ “O Livro dos Espíritos” para a equipe de Allan Kardec, em que foram exploradas e dissecadas de forma exaustiva questões como do Espírito, da Mente, da Psique e do Corpo, foi escrito que o Perispírito (que os orientais chamam de aura e acrescentam chakras e nadis) é, na realidade, a matriz energética do corpo, simbioticamente ligada à rede neural e aos comandos mentais, como intermediário entre o que é puramente fluídico e o que é puramente biológico. Então, a rede nervosa cobrindo toda a extensão do corpo biológico é, pois, a ligação entre o biológico e o astral, ou seja, entre o corpo e o espírito, em meio a cuja composição iremos encontrar o perispírito.

A mente, muito mais do que pode o cérebro, é uma central administradora não só do dia-a-dia dos afazeres corporais, como também uma guardiã da manutenção da harmonia dos sistemas: a homeostase. Isto posto, aprende-se que a harmonia é o estado em que nada se desarranja, tudo cumpre seu papel e os sistemas se auto sustentam pelo tempo que lhe é permitido atuarem até serem substituídos. É assim com as árvores, por exemplo, que servem perfeitamente como parâmetros dos sistemas humanos. Nascem, crescem, florescem, frutificam, dão sementes, envelhecem e secam (caem e, engolidas pela decomposição, desaparecem) enquanto novas árvores vem ocupar o espaço.

Ainda sobre a questão energética: com o advento da globalização econômica tivemos, em paralelo, os intercâmbios culturais, e o Ocidente descobriu quase que totalmente a medicina oriental, de onde nos vem a ciência dos chakras (já referidos), que são centrais de força ligadas aos principais órgãos do corpo com suscetibilidade às interferências externas (por informações recebidas e/ou percebidas) ou por informações internas (por elaborações mentais). Uma mente acuada por ameaças externas (verdadeiras ou fantasiosas) ou por pensamentos próprios também ameaçadores ao equilíbrio harmônico do corpo, é capaz de inventar inimigos onde não os tem e com isso desarranjar tudo e produzir estragos muitas vezes irreversíveis a uma vida.

Contribuem para os diagnósticos indesejados espíritos que já chegam ao corpo portadores de desarranjos de vidas anteriores. São almas que vêm ao corpo para resgatar situações que na espiritualidade não têm como efetuar.

E finalmente, associado ao quadro da mente “inimiga” estão as obsessões que podem ocorrer por amor ou por ódio. Por amor é quando o espírito não se desliga dos seres amados e fica neles encostado. Por ódio, é quando acha que pode resgatar entre um plano e outro uma situação malsucedida.

Vai ficando mais claro para o leitor o que é e como atua a cura espiritual. As energias têm ação no campo astral e este, através da rede neural passa a informação às células avisando que o perigo está afastado, muitas vezes, até, sem remédio químico.

Nenhum absurdo em relação ao que faz a medicina biológica, que trata diretamente das células. Consegue parcial ou totalmente o sucesso. O sucesso é maior quando o paciente se convence que foi curado e o seu sistema recebe a informação de que o perigo foi afastado (acaba o medo) e de que está tudo bem. Complementa este quadro uma prática de oração, conexão com o mundo espiritual, abertura de canais pelos quais fluem as energias humanas e espirituais.

Poderíamos enumerar as centenas, para não falar em milhares de curas processadas pelo Espírito Savas, um médico catarinense que desde 1970 está de volta às atividades só que através de um médium que lhe dá suporte biológico para seu trabalho. Suas atividades não se restringem só a operar, ele dirige, como mentor, uma instituição que atende a mais de 2 mil pessoas por semana entre os serviços apenas espirituais e os serviços de exercício da medicina vibracional, sem invasão, sem corte, sem sangue, sem costura, tudo energeticamente. Estou falando do que acontece no Núcleo Espírita Nosso Lar, em São José, SC e no Centro de Apoio ao Paciente do Câncer, em Florianópolis, SC, duas instituições em que o Espírito Savas é mentor.

Como essas duas casas de Santa Catarina existem centenas pelo País e fora dele. Um trabalho de destaque é, também, o de Irmão José, Espírito que se comunica através do médium Carlos A. Baccelli, em Minas Gerais. As universidades do Brasil, deveriam dedicar-se a estudar os fenômenos de curas desses dois espíritos, além de outros, para no futuro, no mínimo, evitar que seus alunos saiam pela sociedade a praticar uma medicina que é parcial, incompleta, não plena. Esta afirmação parece pesada, mas o futuro dirá que não por descoberta da própria Universidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário