domingo, 11 de janeiro de 2015

1661-Xamanismo, a Arte do Êxtase


 

Xamanismo Não é Religião
mas o Princípio Inspirador delas



O xamanismo se perpetuou por nunca ter saído da ideia original que o gerou, permanecendo FIEL, não esperando fidelidade, mas sendo ele próprio FIEL à crença que abraçou. É considerado como prática dominante em todos os lugares onde a experiência do êxtase é realizada como uma experiência religiosa por excelência.



Filosofia Xamânica



Cada tribo indígena tem sua história a respeito de seu nascimento na TERRA, cada uma delas sabe somente de sua própria origem, sem universalizá-la, ficando restrita à família daquele grupo de pessoas, com os mesmos hábitos e a mesma língua.



Os xamãs são guardiões do cumprimento desta determinação milenar. Podemos entender também porquê surgem e desaparecem.



Quando alguém oriundo de um povo mestiço como o Americano, herdeiro de várias culturas, deseja voltar-se para o xamanismo, é natural que queira saber qual é a sua verdadeira origem, sua missão na terra. Para os xamãs esse acontecimento é um fato novo, e também eles desejam saber como isso vai ficar. Dizem que isso faz parte do BALANÇO natural, o que nos leva a crer que seja equivalente ao sentido que damos ao APOCALIPSE – transformação de uma forma de pensar, de ser e de viver. Não são tão românticos a ponto de achar que DEUS virá numa nuvem de fogo julgando a tudo e a todos; crêem que o BALANÇO se concretiza aos poucos, pois a natureza humana não dá saltos nem pula etapas. Sabem que não são somente eles que irão deixar de ser necessários na TERRA. Muitas outras civilizações e línguas também estão desaparecendo diariamente, como foi um dia com o latim, o grego arcaico, etc., sempre foi assim em todas as mudanças anteriores pelas quais o mundo passou.

 

O novo mundo continuará a se fazer devido ao SOM. Esta mudança está sendo processada a partir dos SONS emitidos pelos SERES HUMANOS, que são verdadeiros PORTAIS de um mundo de LÁ e de CÁ – do consciente e do inconsciente – do manifesto e do imanifesto – do visível e do invisível.

Por esta razão os cantos indígenas são tão importantes. (Os nativos sabem que as palavras são energias transcendentes. Ao analisar o seu significado e, sabendo de qual tribo vieram, eles compreendem qual será a tônica espiritual desta nova ordem). É maravilhoso que o seu SOM continue se integrando UNIVERSALMENTE – pois desta forma sentem que estão dando sua contribuição ao mundo e garantindo o futuro de novas gerações na TERRA.



O xamanismo arcaico é a mais antiga das ARTES. Como ARTE? Perguntamos espantados – e o velho xamã responde que o xamanismo é ARTE porque une técnica, inspiração, intuição e beleza, e que ficou conhecida como a ARTE do ÊXTASE regida pela LEI. Essa lei é o assunto da próxima postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário